City of Brass é o novo game dos ex-desenvolvedores de Bioshock

Compartilhe:

Estúdio Uppercut Games é formado por nomes conhecidos da indústria.

Ed Orman, Andrew James e Ryan Lancaster são desenvolvedores conhecidos na indústria por terem ajudado a criar grandes jogos, como Fallout: Tactics e Bioshock 1 e 2. Em 2011 eles fundaram um estúdio independente e neste mês (7) apresentaram seu novo jogo.

City of Brass será uma aventura em primeira pessoa em que o jogador entra na pele de um ladrão que explorará uma cidade misteriosa, com ares de Egito antigo. Segundo a descrição oficial, o jogo terá elementos procedurais, ou seja, certos elementos serão gerados no momento de forma aleatória. Em outras palavras, provavelmente as masmorras ou labirintos que o jogo oferecerá serão aleatórios e "únicos" para cada jogador. Ainda assim, há diferentes modos de utilizar esta tecnologia e não sabemos se neste caso será exatamente assim.



O estúdio liberou dois trailers, um focado na história e outro mostrando detalhes de jogabilidade e mecânica. A arma principal do protagonista é um chicote, o que deu ares de Castlevania ao título, muito embora a sua ambientação e estilo gráfico parecem ser uma fusão entre Aladin e Prince of Persia.

City of Brass será lançado para PC via Steam no terceiro trimestre deste ano, e para PlayStation 4 e Xbox One em 2018



Sobre:

Saltando das páginas das Mil e uma Noites, a aventura  o aguarda na maldita Cidade de Brass - um lugar de lenda sob a areia, cheio de perigo e recompensa. Infestada de espíritos perniciosos e armadilhas mortais, suas ruas em movimento estão repletas da riqueza de uma nação. Os jogadores assumem o papel de um ladrão astuto, lutando para alcançar um tesouro lendário no coração da cidade, empunhando uma lâmina e um chicote que podem ser usados ​​para desarmar, tropeçar ou atordoar inimigos, balançar em edifícios, pegar objetos inacessíveis ou mesmo romper frágeis barricadas. Mas a própria cidade também tem dentes. Os jogadores têm que pular em poços, deslizar sob as lâminas, esquivar lanças ou flechas, fugir ou pular entre plataformas suspensas e evitar armadilhas de gás venenoso - e enquanto lida com esses perigos ainda tem de enfrentar diversos inimigos sobrenaturais.

City of Brass tem um "fator replay" eterno, projetado para incentivar a jogabilidade combinando uma paisagem urbana sempre em mudança e cuidadosamente otimizada. Os jogadores devem aprender a manipular todos os sistemas se quiser sobreviver, movendo-se rapidamente e habilmente através de cada nível, equilibrando a necessidade de pilhagem com o requisito absoluto de escapar dentro do limite de tempo.

via Gematsu